Verde Russo – Temperando com Acrilex

Se considerarmos a situação econômica da União Soviética no início do conflito, vamos entender os motivos que levaram Stalin a assinar um pacto de não-agressão com os alemães. Os russos eram guerreiros valentes, mas cavalos e espadas pouco podiam contra a blitzkrieg alemã, com seus panzers e Tigers.

Mas por meados de 1941 os russos começaram a receber equipamentos americanos e ingleses, dentro do acordo de Lend Lease.

E, obviamente, esses veículos e blindados chegavam na Rússia devidamente pintados com o famoso verde oliva americano. E foi essa cor que deu o tom para a pintura dos demais veículos russos que, com o desenrolar da guerra, foram ali desenvolvidos e fabricados.

E podemos abandonar o conceito de padronização, pois dada a incipiente e iniciante indústria russa, era muito difícil de se alcançar.

Mas o verde russo é, basicamente, um verde oliva, as vezes um pouco mais claro, outras um pouco mais escuro. Nada além disso.

Hoje temos disponíveis no mercado do modelismo muitos fabricantes de tintas e a maioria deles tem para oferecer um verde russo pronto para ser usado. Alguns deles até oferecem um kit contendo vários tons para modular a pintura. Todos eles são bem próximos. Abaixo temos os chips de vários desses fornecedores para uma avaliação. Avaliem:

E em uma pesquisa pela internet, selecionei algumas fotos de modelos russos, onde também podemos ver a variação de tons. Uns podem dizer que está certo ou que está errado, que está escuro demais ou claro demais. Enfim…

Bem, mas também temos a opção de temperar a nossa própria cor, o nosso próprio verde russo, utilizando as tintas Acrilex foscas. Vamos lá.

– para isso, vamos usar 3 cores: preto (código 520), verde oliva (código 545) e amarelo ouro (código 505)

– escolha um recipiente grande o suficiente para que você faça a mistura

– antes da fórmula, vamos definir o que é “parte”. Uma parte é uma medida. Pode ser um pote, um litro, um copo, uma colher. Enfim, pode ser qualquer coisa, desde que seja a mesma para medir todas as cores. Eu costumo usar uma dessas colheres de plástico para café. Ela ajuda bastante a retirar a tinta de dentro do pote

– a fórmula:

– sete partes de verde oliva (545)
– quatro partes de preto (520)
– três partes de amarelo ouro (505)

– e com a ajuda de um pincel, misture muito bem até que a tinta fique homogênea

Previamente eu já deixei preparados com primer dois pedaços de plasticard para efetuar um teste com o aerógrafo. Em um deles fiz um pré-shade para avaliar a cobertura e a tonalidade.

Depois foi só guardar a mistura em um pote e usar para a pintura do kit.

As tintas Acrilex podem ser encontradas em qualquer papelaria ou então compradas pela internet. Recomendo a utilização do primer Acrilex para facilitar a pintura do kit. O review do primer pode ser lido AQUI.

É isso aí !!!

Fernando Zavarelli