Entrevista blog Plastidicas: Jr. Fel

1 – Quem é o Jr. Fel ? naturalidade, residência, família, etc…

JR.FEL é uma abreviação do meu nome, meu último nome é Junior e sobrenome é Felippe, que seria abreveado JR.FEL, sou paulistano tenho 51 anos de idade, resido na Zona Norte, sou casado com Fabiola a 20 anos e tenho um filho chamado Luis Vitor.

2 – Qual foi a primeira vez que teve contato com o modelismo? Nos conte seu começo.

Frequentei muito a Loja Sebring Autorama na Rua Augusta, era uma referência do ramo na época e muito conhecida, acredito ter vivido os anos de ouro do Autorama no Brasil naquela ocasião, fiz muitas amizades e que até hoje mantenho, fui Piloto da Sebring por alguns anos, lá o proprietário gostava e comercializava alguns Plastimodelos, sempre tinham a venda alguns Kits de carros, além disso apareciam alguns modelos montados que eram expostos na vitrine. Mas vim conhecer mesmo de verdade o mundo do Plastimodelismo, quando visitei um Concurso organizado pelo GPPSD que foi realizado na antiga Caixa Econômica na Av. Faria Lima, lá pude ver de perto o que era realmente o Hobby em todos os sentidos.

3 – Fez algum curso ?

nunca fiz curso algum, como todo bom Modelista eu tive um Mestre, chama-se Nelson, um grande amigo que conheci na Sebring Autorama, nossa amizade existe a mais de 30 anos, ele me ajudou muito com várias dicas, comecei pintar meus Kits com Spray, tive vários problemas, detalhamento então nem se fala, quebrei muito a cabeça, o que prevaleceu mesmo foi a minha vontade, dedicação, persistência e muita pesquisa, tudo isso somado com o dom de habilidade que Deus me deu, mergulhei a fundo nesse Hobby, além do Nelson eu não encontrei mais ninguém naquela época que pudesse me ajudar, ninguém compartilhava
os seus conhecimentos, eu perguntava e eles enrolavam e não falavam, daí em diante eu prometi para mim mesmo que iria descobrir tudo isso, pensei comigo “se eles conseguem fazer um Kit bacana, porque eu também não posso fazer igual ou melhor”,minhas pretenções foram grandes, prometi para mim mesmo que aprenderia e que faria um modelo pra ganhar na mesa de um Concurso o maior prêmio, e graças a Deus consegui, foram vários modestamente que conquistei nesses anos todos e que estão carinhosamente guardados.

4 – Tem lembrança de qual foi o primeiro kit que você montou ? Sabe, mais ou menos, quantos já montou até hoje ?

Meu primeiro modelo foi um carro de Formula 1, Kit de uma Ferrari da marca Tamiya, foi aquela coisa de colar peça, meter decal sem pintar porque a cor do plástico já era vermelha, sem lixar e etc, o resultado até que ficou razoável, a partir daí acabei gostando dos carros dos F1 pelo que montei 26 carros e de lá pra cá nunca mais parei. Em relação a quantidade estimada de carros que já montei entre minha coleção, para amigos, clientes, vendidos etc, pelas minhas
contas já cheguei a montar seguramente mais de 500 modelos até hoje.

5 – Você tem, notadamente, uma grande vivência dentro do hobby. Conte como iso aconteceu.

são 30 anos que pratico o Hobby, como disse anteriormente, conheci esse universo num Concurso do GPPSD na Caixa Economica da Av. faria Lima aqui em São Paulo, de lá para cá não parei mais, nesses anos todos procuro de certa forma participar dos Concursos que existem por ai, pois os considero muito importante, por outro lado eu procuro promover quando possível mini eventos, reuniões, confraternizações, já organizei e promovi vários. Fazendo isso e aquilo, participando e compartilhandoos meus trabalhos dentro e fora do Hobby acabei me tornando conhecido, quando posso visito as Lojas, a gente acaba também
conhecendo vários outros modelistas de outros ramos do Plasti, neste período criei o meu BLOG, um cantinho onde posso compartilhar um pouco os meus Projetos, já fiz várias matérias em revistas, televisão, tenho também um Canal no Youtube, onde através de alguns vídeos eu procuro passar algumas dicas, com tudo isso conquistei muitas amizades e seguidores, Vale dizer que muitas amizades são construídas nesse Hobby mas poucas são verdadeiras e duradouras, existe uma coisa que atrapalha por demais dentro do nosso Hobby, são duas palavrinhas que se chamam “vaidade e humildade”. Portanto muitas
alegrias o Hobby já me proporcionou e também muitas decepções, as alegrias eu guardo num lugar muito especial no meu coração e memória, as decepções deixa pra lá !! nenhuma delas merecem algum comentário meu …

6 – Acha que é possível viver do hobby no Brasil ?

é difícil mas não impossível, atualmente estou tentando trabalhar neste ramo, já possuo bons e fiéis clientes e que mensalmente consigo me manter, mas ainda muito longe do que imagino, tenho muito receio de investir nessa área por algumas razões, a instabilidade política que nosso País vem atravessando, moeda fraca, por estes e outros motivos faz com que eu tenha muita cautela, no momento e na minha opinião tentar um Empreendimento maior neste momento é complicado, mesmo tendo alguns clientes, não podemos esquecer que numa crise o superfulo é o primeiro ser cortado e nosso Hobby é
classificado como supérfulo e por maior paixão que possa existir a coisa pode não ser satisfatória. Estamos muito longe ainda em comparação com EUA e Europa, a cultura infelizmente ainda no nosso país só tem como foco em Futebol, Corrupção, Carnaval e Novelas, muitos ainda nem imaginam o que é o Plastimodelismo, nunca viram e sabem do que se trata de verdade, poucos então não tem o mínimo de interesse em conhecer e praticar, Somos muito, mas muito
poucos que praticantes do Hobby no Brasil e esses poucos que ainda existem são minha opinião muito desunidos, é bem aquela coisa “cada um no seu quadrado” e tá bom demais, fico imaginando que se todos dessem as mãos traçando uma único objetivo, tenho quase que certeza que o Hobby no Brasil cresceria muito mais.

7 – E, dentro de tantas vertentes, qual o motivo da dedicação aos automóveis ?

cresci dentro de carros com motor V8, meu Pai sempre teve Maverick, Landau, Mustang, sempre fui apaixonado desde criança por essas máquinas, sempre gostei de carros antigos, tenho até hoje um, sempre frequentei Eventos de Carros Antigos, Corridas em Interlagos até hoje acompanho, tenho muitos amigos antigos que hoje tem grandes Oficinas, e muitos outros do ramo, voltando as “minis” começei montando F1, hoje não tenho mais nenhum, acabei vendendo todos para um colecionador, meu foco principal hoje são os Mustang´s de todas as épocas, sou fanático pela marca Ford e os Mustangs e V8, mas também gosto e monto outros modelos.

8 – Você acha correto o uso do termo “auto-plastimodelismo” ?

boa pergunta ! para mim o Plastimodelismo é uma coisa só, pode até parecer uma coisa separada do Plastimodelismo dizer Auto-Plasti, muitos podem interpretar que isso é coisa separatista mas para mim, serve para caracterizar um ramo do Plasti, exemplificando o meu Grupo no Facebook chama-se JR.FEL Autoplastimodelismo, pois aqueles que tem interesse de bate pronto, quando lerem o nome Auto saberão que alí encontrarão carros e afins do Plastimodelismo,
não vejo problema nisso.

9 – Hoje, na sua vida, é apenas um hobby ou já passou a ser algo mais?

sempre um foi Hobby para mim, nada mais que isso, porém como disse acima de uns anos para cá eu venho me dedicado mais nisso tudo, e feito desse Hobby de certa forma um negócio para mim, pois através do meu trabalho no Hobby e nas Redes Sociais muitas pessoas me procuram, muitos querem montar seus modelos e deixa-los bacana, sempre me consultam, e querem ter aulas de montagem e detalhamento, recebo semanalmente muitas mensagens de todo o Brasil e até de outros Países, como Argentina, EUA, Canada e Portugal, tenho já muitos seguidores no meu BLOG e Canal Youtube, tenho bons e fiéis alunos, pessoas que me ligam ou me chamam por Skype e etc, acho muito legal isso tudo, procuro na medida do possível atender a todos e da melhor forma possível.

10 – Pra você, modelismo é arte, artesanato ou passatempo ? Justifique.

Modelismo para mim sem dúvida é arte, porque através dele voce pode mostrar a sua personalidade, seu talento, seu gosto, fazer carros permitem exatamente isso, voce faz eles do seu jeito, adaptar acessórios, fazer modificações, inclusive oslogam que uso é junto ao meu logotipo JR.FEL – “ARTE EM CONSTRUIR MINIATURAS DE CARROS”.

11 – Aceita encomendas?

sim, aceito encomendas sem problemas, além disso estou dando aulas, todos que tiverem interesse por favor entrem em contato que passo todos os detalhes e orçamento, venham montar suas caranguinhas comigo !

12 – Quais as principais dificuldades que você encontra? Materiais, referências, ferramentas?

a maior dificuldade ainda são os acessórios para os carros, PE, Metal, Rodas, peças em resina, lançamentos e por ai vai, alguns acessórios já estamos encontrando por aqui com fabricação nacional e por sinal excelentes, mas ainda é muito pouco em comparação com o que tem lá fora.

13 – Como vê o atual momento do modelismo no país, considerando todas as suas vertentes?

infelizmente eu acho que deveriamos ser mais unido em prol do Hobby no nosso país, poderiamos nos confraternizar mais, realizar mais eventos e concursos, reunir forças, grupos, para poder fazer muito mais pelo nosso Hobby, deixar um pouco de lado a vaidade e ser mais humildes, ainda vejo muitas pessoas só criticando duramente Eventos, fazendo muitas criticas destrutivas das entidades e concursos, isso não ajuda, existem pessoas que estão lá lutando e perdendo horas e horas e graciosamente, longe das suas famílias, para se dedicar aos Eventos e Concursos, tudo pertinente a um Evento é difícil, patrocínio, incentivadores, local, essas pessoas estão de qualquer maneira tentando sempre fazer o melhor e sem ganhar nada $$$ por isso, discutir por causa as vezes de um resultado é uma coisa, pois quem está lá, pode se equivocar, mas detonar uma entidade e um evento por inteiro, isso eu não posso concordar, sabemos que temos que melhorar em muitas coisas é dificil reunir todos os ingredientes para fazer algo perto da perfeição e que todos saiam contente, enfim não vai ser boicotando e fazendo críticas destrutivas que a coisa vai melhorar. Vejo um certo distanciamento das Entidades para com os modelistas, eu por exemplo só os vejo em Concursos, ou seja, 1 vez por ano. Acho poderia haver uma interação maior, existir mais reuniões Entidades-Modelistas, para que possamos discutir idéias novas, fazer sugestões, pensar em um fazer um rodízio de Juizes, isso tem que partir das Entidades e não dos modelistas, tenho certeza que só irá trazer benefícios
para ambos os lados.

14 – Considerações finais.

quero agradecer imensamente ao Fernando Zavarelli por este convite, me sinto honrado e muito feliz por essa participação, espero que tenha respondido ao contento todas as perguntas, tentei pelo menos contar um pouquinho da minha história e o que penso atualmente dentro do Plastimodelismo, como já disse, são anos de dedicação, aprendizado, persistência, quem precisar de mim tentarei ajudar sempre e humildemente passar os meus conhecimentos.

Grande abraço a todos e muito obrigado
JR.FEL
e.mail – jr.fel@hotmail.com
BLOG – www.jrfelblog.blogspot.com
Youtube – JR.FEL Modelismo
Skipe – JR.FEL